6 motivos para usar bancos de dados NoSQL

Você deve imaginar a velocidade em que a Web está crescendo hoje em dia. O crescimento contínuo de dispositivos conectados a internet é surpreendente. A Internet das Coisas já é realidade, onde tudo pode estar conectado à rede.

E a quantidade de dados gerados a todo momento é algo gigantesco. Em todos os setores, imagina a quantidade de transações que acontecem o tempo inteiro em bancos de dados do mundo inteiro. Pra você ter uma ideia, um Boeing 737 gera 240 terabytes de dados por voo nos EUA. Imagina a quantidade de posts no Facebook ou Twitter a cada segundo? Na telefonia, ligações, mensagens, etc. Geramos MUITOS dados a cada segundo que passa. Estamos na Era do Big Data.

>> O que é um Banco de Dados?

>> O que é um SGBD?

>> A história dos bancos de dados

Para utilizarmos todos esses dados que geramos a todo momento, e extrair informações, é necessário ferramentas especiais. Dentre todas as ferramentas, desde ferramentas para armazenamento, extração, análise, formatação, etc. Começamos pela forma como armazenamos essa grande quantidades de dados. É aí que entra o NoSQL!

O que é NoSQL?

NoSQL

O constante crescimento da tecnologia em geral, tem feito os desenvolvedores reavaliarem como eles armazenam e mantém esses dados. Os bancos de dados precisam prover escalabilidade, flexibilidades, segurança e eficiência para o massivo fluxo de dados que vivemos.

Desenvolvedores especialistas analisam a dificuldade, às vezes a impossibilidade, de utilizar modelos relacionais para armazenar todos esses dados mantendo uma escalabilidade dinâmica e a performance necessária com o aumento dos dados.

>> Você precisa saber o que é SQL!

O NoSQL, que a propósito significa Not Only SQL (Não apenas SQL), nasceu com o propósito de ser o banco de dados para os super-dados do boom da internet. Devido à flexibilidade oferecida por esse modelo muitos estão optando pelo NoSQL. Não é a toa que o mercado global NoSQL tem previsão de chegar a US $ 3,4 bilhões em 2020, uma taxa de crescimento anual de 21% para o período 2015-2020.

O termo NoSQL é usado simplesmente para descrever uma família de bancos de dados que não são relacionais, podendo variar em vários pontos entre eles. No geral, existem 4 tipos de bancos de dados NoSQL, são eles:

  • Chave-Valor: Armazena dados no padrão chave-valor, como tabelas hash. Ex. MemcacheD, Riak, REDIS;
  • Grafos: Armazena dados na forma de grafo (vértices e arestas). Ex. Sesame, Neo4j;
  • Colunas: Armazena dados em linhas particulares de tabela no disco. Ex. Cassandra, Hbase;
  • Documento: Armazena os dados como “documentos”, onde um documento pode ser um dado aninhado em formato chave-valor (por exemplo o padrão JSON). Ex. MongoDB, CouchDB.

exemplos-nosql

Embora os diferentes tipos de bancos de dados NoSQL tenham diferenças entre si, todos eles têm as mesmas premissas. Abaixo descrevo 6 motivos para usar NoSQL que se aplicam a qualquer tipo de banco de dados NoSQL.

1. Flexibilidade

Estruturas de dados intuitivas e flexíveis são funcionalidades que mais atraem desenvolvedores que trabalham em times de desenvolvimento ágil. A maioria dos bancos de dados NoSQL tem essas qualidades.

A grande flexibilidade dos bancos de dados NoSQL é muito popular por suportar as práticas de desenvolvimento ágil, pois elimina a complexidade de mudanças dos bancos de dados gerando um bom suporte para adaptações rápidas.

2. Escalabilidade

A maioria dos bancos de dados NoSQL são construídos para escalar horizontalmente, distribuindo os dados por clusters melhor que os SGBDs relacionais, que sofrem muito em performance quando executa consultas com “joins” em ambientes clusterizados. Como o NoSQL evita “joins” naturalmente, a performance das consultas permanece alta.

A escalabilidade NoSQL aplica-se tanto ao crescimento dos dados quanto ao número de usuários agindo simultaneamente sobre os dados.

3. Disponibilidade

A indisponibilidade de um banco de dados pode causar sérios prejuízos, incluindo perda de clientes. A maioria dos bancos de dados NoSQL oferecem eficientes arquiteturas de replicação de dados que proporciona aos NoSQLs maior disponibilidade. Ou seja, se um ou mais servidores (ou nós) cai um outro nó do cluster está apto a continuar o trabalho automaticamente sem perda de dados.

4. Raízes open source

Muitos bancos de dados NoSQL tem raízes na comunidade open source. Talvez isso tenha sido fundamental para o rápido crescimento do seu uso e popularidade. Nota-se que as companhias que oferecem versões comerciais de bancos NoSQL com uma forte estrutura de suporte e serviços, estão ao mesmo tempo participando direta ou indiretamente de comunidades de bancos de dados NoSQL open source. Exemplos são Apache->Cassandra, IBM->CouchDB, MongoDB->MongoDB open source, entre outros.

5. Baixo custo operacional

Devido ao peso do open source no NoSQL, o custo para iniciar a utilização desses bancos de dados também se torna muito baixo ou zero. É comum ouvir dizerem que a transição relacional -> NoSQL diminuiu muito os custos enquanto obteve um desempenho melhor ou igual ao anterior.

Grandes bancos de dados relacionais requerem computadores ou mainframes caros. Com o NoSQL, esse custo também diminui, pois este foi desenvolvido para trabalhar em ambientes distribuídos.

6. Funcionalidades especiais

Também com o peso do open source sobre o NoSQL, muitos distribuidores de bancos de dados NoSQL oferecem algumas funcionalidades especiais para incentivar e atrair mais usuários. Índices específicos, capacidade de consulta de dados geoespaciais, replicação automática de dados, funcionalidades para sincronização, APIs RESTful são exemplos de funcionalidades especiais oferecidas pelos diferentes distribuidores NoSQL.

Conclusão

Na hora de escolher o banco de dados que você vai utilizar na sua próxima aplicação, considere usar um banco de dados NoSQL. Não é atoa que a popularidade do NoSQL cresceu tão rápido nos últimos anos.

Além de optar pela utilização de um NoSQL, há uma grande variedade de bancos de dados NoSQL com diferentes funcionalidades que podem lhe ser muito útil durante o desenvolvimento.

Uma coisa é certa: se você pretende desenvolver um software que vai crescer (escalar) MUITO, a melhor alternativa é um NoSQL.

6 motivos para usar bancos de dados NoSQL
1.59 (31.74%) 155 votos
  • Olá! Muito bom o artigo.

    Estou iniciando os estudos em NOSQL e tenho pesquisado sobre o melhor banco de dados para a minha aplicação.
    Terei um APP e mais um Site que serão conectados por um WebService Rest em Java. Atualmente utilizo o Mysql mas observando a questão de usuários que poderão ter em minha aplicação estou pensando em migrar, mas ainda não sei qual utilizar e nem se devo utilizar, de repente um banco de dados hibrido.

    Tem como me orientar?

    Agradeço imensamente.

    Att.